Acessibilidade (0)
A A A
Youtube - OERN Facebook - OERN Linkedin - OERN
Logo OE
OERN servicos@oern.pt

Elvira Fortunato vence o Prémio Pessoa 2020

11 de março de 2021 | Geral

 

Elvira Fortunato, membro da Ordem dos Engenheiros, foi distinguida pela sua investigação pioneira na área da eletrónica com o Prémio Pessoa 2020.

 

Elvira Fortunato desenvolveu a sua investigação na eletrónica transparente e do papel e é distinguida por "uma carreira de excecional projeção, dentro e fora do país" e pelo "contributo notável para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação português", segundo afirmou Francisco Pinto Balsemão, presidente do júri do Prémio Pessoa.

 

O prémio, no valor de 60 mil euros, é uma iniciativa do semanário Expresso e da Caixa Geral de Depósitos que visa reconhecer a atividade de cidadãos portugueses com papel significativo na vida cultural e científica do país.

 

Elvira Fortunato é agora a sétima mulher a ser distinguida com este galardão, que sublinhou, em declarações à Agência Lusa, que esse reconhecimento acontece numa altura particularmente relevante, num contexto de pandemia da covid-19 que se prolonga há mais de um ano, mostrando “a importância da ciência” no combate à crise sanitária.

 

 

Sobre Elvira Fortunato 

É professora catedrática no Departamento de Ciência dos Materiais da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa, Vice-Reitora da NOVA, diretora do Instituto de Nanomateriais, Nanofabricação e Nanomodelagem e do CENIMAT. É membro do conselho de administração da Fundação Luso-Americana (Portugal/EUA, 2013-2020) e Coordenadora do Conselho Científico das Ciências Exatas e Engenharia da FCT-MCTES.

 

Foi pioneira na investigação europeia sobre eletrónica transparente, nomeadamente transístores de filme finos baseados em semicondutores de óxidos, demonstrando que os materiais óxidos podem ser usados como verdadeiros semicondutores. Em 2008, na 1ª edição das bolsas ERC, ganhou uma Advanced Grant com o projeto “Invisible”, considerado uma história de sucesso. No mesmo ano demonstrou com os seus colegas a possibilidade de fazer o primeiro transístor de papel, iniciando um novo campo na área de eletrónica de papel.

 

Com mais de 500 publicações científicas, Elvira Fortunato recebeu, nos últimos 10 anos, mais de 18 prémios e distinções internacionais pelo seu trabalho. Em setembro de 2020 ganhou o Prémio Horizon Impact Award 2020 atribuído pela Comissão Europeia.

 

Desde novembro de 2016, integra o Grupo de Alto Nível para o Mecanismo de Aconselhamento Científico da Comissão Europeia.

2021 © Copyright, Ordem dos Engenheiros Região Norte