Acessibilidade (0)
A A A
Youtube - OERN Facebook - OERN Linkedin - OERN
Logo OE
OERN servicos@oern.pt

Norte de Portugal, Galiza e Castela e Leão aliam-se para criar macro-região de 9 milhões de habitantes

22 de setembro de 2010 | Geral

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) e os Governos Autónomos da Galiza e Castela e Leão assinaram recentemente um memorando de entendimento para criar uma macro-região de 9 milhões de habitantes.

 

De acordo com entrevista dada à Agência Lusa, Carlos Lage, presidente da CCDR-N, considera este acto histórico “um grande momento das relações entre as duas regiões, cujo amadurecimento muito grande contribuiu para que fossem capazes de preparar a macro-região com relativa facilidade.”

 

Juan Vicente Herrera, presidente do Governo de Castela e Leão, destaca o “enorme e significativo valor estratégico do caminho que as três regiões começam agora a percorrer.”

 

Nuñez Feijóo, presidente do Governo da Galiza lembra também que esta será “a terceira macro-região a ser criada e a primeira de todo o sul da Europa.”

 

A macro-região Norte de Portugal, Galiza e Castela e Leão está a um grau superior das políticas de cooperação que têm vindo a ser estabelecidas, isto porque representa 12% do PIB da Península Ibérica e reúne mais habitantes do que alguns países da União Europeia. Trata-se, portanto, de uma cooperação que permitirá a estas três regiões “enfrentar unidas o debate sobre o novo marco financeiro 2014-2020, que está já necessitado de novas propostas, novos posicionamentos e de políticas que sabem que na união está o futuro”, como salientou Nuñez Feijóo.

 

A presidência da macro-região “Regiões do Sudoeste Europeu” será assumida em conjunto pelos presidentes das regiões integrantes, sendo criados seis grupos de trabalhos sectoriais e uma comissão de acompanhamento que no primeiro ano será liderada pelo presidente do governo galego.

2020 © Copyright, Ordem dos Engenheiros Região Norte