Acessibilidade (0)
A A A
Youtube - OERN Facebook - OERN Linkedin - OERN
Logo OE
OERN servicos@oern.pt

[Com vídeo] Nuno Rangel

05 de julho de 2021 | Geral

 

A primeira conferência do novo ciclo do "Há Engenharia fora da Caixa" trouxe Nuno Rangel, CEO da Rangel, com o tema Transportes e Internacionalização.

 

Conduzida por Manuela Mesquita, Conselho Diretivo da Ordem dos Engenheiros – Região Norte (OERN) esta conferência trouxe uma das mais importantes vozes do transporte e logística em Portugal. Manuela Mesquita, na sua nota introdutória, apontou que “retomamos hoje o ciclo de conferências Há Engenharia Fora da Caixa, que consiste em convidar pessoas de outras áreas da Engenharia para trazer novas visões e desafios para os engenheiros”. Quanto ao tema em debate referiu ainda que “hoje, mais que nunca, a economia mundial acaba por girar em torno de conceitos de mobilidade”.

 

 

O que Nuno Rangel disse

 

A Engenharia

"Não sou engenheiro, mas se soubesse o que sei hoje provavelmente seria, porque acho que todos os cursos de Engenharia deixa as pessoas muito bem preparadas." "Na Rangel temos muitos engenheiros a colaborar connosco que gerem operações e que criam ideias. As principais áreas que temos são gestão industrial, sistemas de informação, mecânica, ambiente, entre outras."

 

 

Os desafios da pandemia

 

Nós, operadores, nunca paramos durante a pandemia. E durante este período a Engenharia foi muito importante porque nós tivemos de reinventar-nos.

 

"Costumo dizer que somos os engenheiros dos transportes"

 

As principais dificuldades e desafios da pandemia foram o impacto nos transportes internacionais e na logística, distribuição das vacinas e o crescimento brutal do fenómeno do e-commerce.

 

 

Desafios pós-pandemia

As empresas tem de estar prontas para reagir rapidamente às mudanças, e quando digo isto, é tudo, desde os centros logísticos às redes de distribuição. Neste momento a resiliência da proximidade ao cliente é essencial.

 

Vivemos a crise dos microprocessadores, que é uma crise importante que faz parar muitas produções, muitas fábricas, mesmo em Portugal. Por outro lado, também temos um grande impacto no transporte marítimo onde há falta de contentores e onde os preços estão muito altos, como nunca tiveram.

 

"Outra das lições que temos de aprender deste contexto pandémico é claramente a aceleração do digital."

 

A inovação, a digitalização, as novas tecnologias nunca foram tão importantes como agora e o futuro no setor da logística vai ter muitas soluções de robótica, automação, inteligência artificial.

 

Em Portugal temos um capital humano muito valioso, por exemplo, os nossos engenheiros são de alta qualidade, e isto é um capital nosso e temos de continuar a apostar nele (formação), porque essa é uma diferenciação que podemos ter de outros países.

 

Por outro lado Portugal tem de continuar a inovar, a apostar na digitalização e também conseguir trazer a reindustrialização para Portugal.

 

 

Reveja aqui a conferência

2021 © Copyright, Ordem dos Engenheiros Região Norte