Acessibilidade (0)
A A A
Youtube - OERN Facebook - OERN Linkedin - OERN
Logo OE
OERN servicos@oern.pt

EU ESTOU INSCRITO NA ORDEM POR PATRÍCIA CARREIRA

07 de abril de 2020 | Geral

Patrícia Carreira, presidente da Federação Nacional de Estudantes de Engenharia Civil (FNEEC) e  Secretária da Direção da Associação Internacional de Estudantes de Engenharia Civil (IACES-LC Porto), estudante de Mestrado Integrado em Engenharia Civil na FEUP, aceitou o nosso desafio das 4 perguntas.

 

 

Nunca é cedo para se inscrever-se na Ordem?

Assim que se ingressa na vida académica como futuro engenheiro é o momento ideal para começar a pertencer à Ordem. Cada escola tem a sua diversidade associada que nem sempre são exploradas de forma eficaz na universidade. Através das formações, congressos e outras atividades proporcionadas pela Ordem fiquei a conhecer muito mais da Engenharia Civil para além do que nos é mostrado nas aulas. Realço ainda que o contacto com engenheiros experientes e mesmo os recém-formados dá-nos uma visão do futuro e modera as nossas expectativas quanto ao que vamos encontrar no mercado de trabalho.

 

 

Por que razão se inscreveu?

Inscrevi-me porque sabia haver o potencial de crescer profissionalmente e academicamente com isso. Posso dizer que de todas as formações em que já participei aprendi sempre algo de novo e acho que isso só por si é uma razão óbvia para me ter inscrito.

 

 

Que conselho daria aos estudantes de Engenharia que ainda não se inscreveram?

O curso de engenharia são 5 anos, nestes 5 anos terás que tirar o maior proveito da tua vida académica. A Ordem oferece-te o que a universidade não consegue, de forma a complementar os teus conhecimentos e aptidão para a vida profissional.

 

 

Quais as expectativas sobre o papel da Ordem?

Vejo a Ordem como um moderador entre o Estado, o Empregador e o Engenheiro, espero que possa sempre fazer parte desta ‘família’ que sempre me tem acolhido em todas as suas atividades, assim como contar com a Ordem quando achar necessário na minha carreira profissional. Sempre que me possível continuarei a participar nas atividades, acho que são uma mais valia para uma carreira atualizada ao mundo real.

 

 

Engenheiro não é nome próprio. É profissão. Inscreve-te na Ordem AQUI

 

 

 

2020 © Copyright, Ordem dos Engenheiros Região Norte