Acessibilidade (0)
A A A
Youtube - OERN Facebook - OERN Linkedin - OERN
Logo OE
OERN servicos@oern.pt
Até onde devemos isolar as nossas casas?
30 de março de 2017 | Geral

Devemos questionar se o modelo de certificação energética e a estratégia que adotamos ou que nos foi imposta é a mais adequada

Professor catedrático da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e diretor do Laboratório de Física das Construções, Vasco Freitas coloca várias questões quanto ao isolamento das casas portuguesas e vem debatê-las à sede da OERN.

“A questão que se coloca é a de saber qual a influência dos salários, do custo da energia, da amenidade do nosso clima e dos hábitos culturais nas condições de temperatura que os nossos edifícios apresentam em condições correntes de utilização”, afirma. “Por outro lado, sem por em causa a necessidade de isolar a envolvente opaca e transparente (coberturas, fachadas, pavimentos, envidraçados), devemos questionar se o modelo de certificação energética e a estratégia que adotamos ou que nos foi imposta é a mais adequada”.

O professor adianta o debate com a certeza de que “devemos isolar o justo necessário sempre atendendo à nossa realidade económica, climática e cultural”.

A sessão “Até onde devemos isolar as nossas casas?” acontece esta quinta-feira, 30 de março, às 18h30, na sede da OERN.



Entrada Livre

2018 © Copyright, Ordem dos Engenheiros Região Norte